Blog

Author Archive

# 51 – MENOS CARNE E LEITE PELO PLANETA | Como Salvar o Planeta em 60 Segundos

Você sabia que boa parte das emissões de gases de efeito estufa vem da criação de gado, para a produção de carne e leite? Isso ocorre porque bois e vacas produzem metano, um gás extremamente prejudicial à camada de ozônio.

É por isso que o consumo exagerado de carnes e laticínios não é sustentável. O melhor é reduzir esse consumo (ou até eliminar) buscando outras formas de alimentação que substituam a proteína animal, para que seja possível reduzir a criação de gado.

Locução: Fernanda Correia

Trabalhos técnicos: Vinícius Correia

O post # 51 – MENOS CARNE E LEITE PELO PLANETA | Como Salvar o Planeta em 60 Segundos apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

Chiclete é ruim para o meio ambiente?

A resposta curta é: Sim, a maior parte da goma de mascar é feita de borrachas sintéticas e polímeros que podem levar 50 anos para se decompor. Então, quando você masca chiclete está, basicamente, mascando plástico.

O que acontece quando joga fora seu chiclete?

Bem, você, que é leitor do Pensamento Verde e defensor da natureza, com certeza deve descartar sua goma de mascar em uma lata de lixo. Ufa, que bom, porque isso já ajuda a limitar o impacto negativo dela no meio ambiente.

Mas é só um chicletinho…

Não é bem por aí. Depois que a goma se fixa no pavimento, ela adere. Para sempre. Por isso, a limpeza costuma ser extremamente cara e exige uma quantidade enorme de água e solventes químicos bem tóxicos. Além disso, a coleta e o descarte de embalagens de chiclete custam mais de 2 milhões de dólares anualmente e geram mais de 250 mil toneladas de resíduos. Em todo o mundo, os humanos mastigam cerca de 560 mil toneladas de chiclete a cada ano. Para colocar isso em perspectiva, jogam-se fora milhões de toneladas de plástico anualmente, boa parte das quais acabam em aterros sanitários. O mesmo acontece com as gomas de mascar descartadas por aí.

Quando é jogada na calçada, fica lá até ser removida, o que provavelmente vai levar um bom tempo. Enquanto isso, esses resíduos vão entrando na cadeia alimentar de aves, pets e até de peixes. E, levando em conta que 80 a 90% das gomas de mascar não são eliminadas de forma adequada e são a segunda forma mais comum de lixo depois das pontas de cigarro, dá pra ter uma ideia do tamanho do problema.

Mas se você acha que o ácido do estômago dissolve o chiclete, e que, então, tá tudo certo, lamentamos dizer que não funciona. A goma não é digerida; ela passa direto e vai parar nos esgotos.

E agora, o que é que eu faço?

A solução mais óbvia é também a mais radical: mascar menos chiclete – que, aliás, fará muito bem à sua saúde, especialmente bucal e digestiva. Escolha balinhas de menta.

Fontes: Setor Reciclagem | Get Green Now | Ecofreek | SLATE

O post Chiclete é ruim para o meio ambiente? apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

Chiclete é ruim para o meio ambiente?

A resposta curta é: Sim, a maior parte da goma de mascar é feita de borrachas sintéticas e polímeros que podem levar 50 anos para se decompor. Então, quando você masca chiclete está, basicamente, mascando plástico.

O que acontece quando joga fora seu chiclete?

Bem, você, que é leitor do Pensamento Verde e defensor da natureza, com certeza deve descartar sua goma de mascar em uma lata de lixo. Ufa, que bom, porque isso já ajuda a limitar o impacto negativo dela no meio ambiente.

Mas é só um chicletinho…

Não é bem por aí. Depois que a goma se fixa no pavimento, ela adere. Para sempre. Por isso, a limpeza costuma ser extremamente cara e exige uma quantidade enorme de água e solventes químicos bem tóxicos. Além disso, a coleta e o descarte de embalagens de chiclete custam mais de 2 milhões de dólares anualmente e geram mais de 250 mil toneladas de resíduos. Em todo o mundo, os humanos mastigam cerca de 560 mil toneladas de chiclete a cada ano. Para colocar isso em perspectiva, jogam-se fora milhões de toneladas de plástico anualmente, boa parte das quais acabam em aterros sanitários. O mesmo acontece com as gomas de mascar descartadas por aí.

Quando é jogada na calçada, fica lá até ser removida, o que provavelmente vai levar um bom tempo. Enquanto isso, esses resíduos vão entrando na cadeia alimentar de aves, pets e até de peixes. E, levando em conta que 80 a 90% das gomas de mascar não são eliminadas de forma adequada e são a segunda forma mais comum de lixo depois das pontas de cigarro, dá pra ter uma ideia do tamanho do problema.

Mas se você acha que o ácido do estômago dissolve o chiclete, e que, então, tá tudo certo, lamentamos dizer que não funciona. A goma não é digerida; ela passa direto e vai parar nos esgotos.

E agora, o que é que eu faço?

A solução mais óbvia é também a mais radical: mascar menos chiclete – que, aliás, fará muito bem à sua saúde, especialmente bucal e digestiva. Escolha balinhas de menta.

Fontes: Setor Reciclagem | Get Green Now | Ecofreek | SLATE

O post Chiclete é ruim para o meio ambiente? apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

Plástico é vilão? Não é bem assim…

O plástico é frequentemente considerado um material que precisa ser erradicado. Não há dúvida de que a maneira como usamos o plástico e nossa compreensão dele como um recurso tem que mudar drasticamente. Sim, há muito material virgem sendo produzido e muitos recursos naturais são usados ​​no processo. Combine isso com a maneira como o consumidor médio usa e descarta o plástico e não teremos muitas surpresas do porquê o esse resíduo é tão mal visto.

Ironicamente, o plástico foi inventado para resolver problemas ambientais – para reduzir a caça ao marfim, por exemplo, e fornecer bainhas para a fiação elétrica. E continua sendo um recurso extraordinário – se pudermos aumentar a conscientização sobre o potencial de usar o que já existe.

Plástico é um material ideal para aplicações de longo prazo. Como um material puro, pode continuar a ser reutilizado, reciclado e remanufaturado. Mas, para fazer isso, precisamos mudar nosso pensamento em escala.

O plástico não é apenas lixo: ele pode realmente ser um motor para transformar as relações regionais e inspirar verdadeiras colaborações baseadas nos princípios da economia circular. Ou seja, ele em si não é nenhum vilão. O ponto é a forma como nós utilizamos este recurso.

O incentivo e a adoção de medidas que estimulem o desenvolvimento da economia circular para esse tipo de resíduo reduzir a quantidade de material virgem produzido e que acaba em aterros ou oceanos. Do ponto de vista econômico, estimula a abertura de novos postos de trabalho e ajuda a educar as comunidades sobre a importância do consumo consciente.

A oportunidade está aí; só temos que olhar por uma lente diferente

É o que faz a Braskem, por exemplo, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, que tem seu objetivo de negócio atrelado ao desenvolvimento sustentável e à economia circular. E uma de suas iniciativas mais transformadoras nesse sentido é o Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis, feito em parceria com a Dinâmica Ambiental e apoio das empresas Copobras, Altacoppo, Unigel e Innova.

O programa busca promover negócios e iniciativas para a valorização de resíduos plásticos por meio de parcerias que envolvam a reciclagem deste material tão utilizado em empresas e estabelecimentos comerciais.

Como funciona?

Os copos descartáveis são coletados pela equipe da Dinâmica Ambiental nas empresas participantes e encaminhados para triagem e reciclagem. Lá, eles serão transformados em resina pós-consumo para a fabricação de novos produtos, como tampas para cosméticos e utensílios domésticos.

Como a conscientização é um dos pilares que sustenta a economia circular, os colaboradores recebem treinamentos periódicos sobre descarte e gestão de recursos. Além disso, a empresa ganha espaço no Pensamento Verde, um dos maiores portais sobre sustentabilidade.

Quer entrar nessa também?

Entre em contato pelo telefone (11) 4056-3365 ou e-mail e venha com a Dinâmica Ambiental! Podemos fazer muito!

Fontes: Green Aliance Blog | Word Economic Forum

O post Plástico é vilão? Não é bem assim… apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

Melissa lança linha de calçados com derivados da cana-de-açúcar

Melissa lança linha de calçados com derivados da cana-de-açúcar

Uma das marcas mais queridinhas das brasileiras traz mais uma novidade bem sustentável.

Foi com a proposta de explorar a liberdade como estado de espírito que a Melissa lançou recentemente a sua Melissa Free, uma linha de “chinelos-nuvem” que une conforto, design e sustentabilidade.

Chamada de Melfree por ser o primeiro monobloco em E.V.A. biobased da marca, o calçado é fabricado por meio de uma matéria-prima extraída da cana de açúcar, que emite 20% menos carbono quando comparado aos demais.

“É a primeira vez que lançamos produtos 100% EVA na Melissa e esse é um passo muito importante na diversificação no mix de produtos, assim como na busca por atributos tão importantes como conforto. A nossa comunicação explora a textura do material, ressaltando leveza e design como diferenciais”, afirma a gerente-geral da marca, Raquel Scherer.


Jornada pela Sustentabilidade

Embora seja a primeira vez que a empresa utiliza este tipo de resíduo em suas linhas de produção, não é de hoje que a empresa adota a consciência ambiental em seu processo produtivo. Há mais de 10 anos, a Grendene, empresa detentora da Melissa, iniciou sua “Jornada pela Sustentabilidade” com a criação de um departamento especialmente dedicado ao tema. Os calçados Melissa são feitos de plástico de longa duração, são veganos, produzidos com PVC 100% reciclável e incluem até 30% de material reciclado na sua composição.

Outra atitude em prol da sustentabilidade são os mais de 350 pontos de coleta de calçados antigos ou sem condições de uso em suas lojas próprias. Os itens arrecadados são enviados para recicladores e transformados em outros objetos.

Para a marca, o desenvolvimento sustentável é o equilíbrio entre crescimento econômico com proteção ambiental, valorização da cultura local e inclusão social. E faz todo sentido, não? Clique aqui para conhecer mais sobre as iniciativas conscientes da Melissa que traduzem esse pensamento na prática.

Fotos: B9 | Forbes

Fontes: Forbes | ADNEWS | B9 | Metrópoles

O post Melissa lança linha de calçados com derivados da cana-de-açúcar apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

# 48 – VIDA SAUDÁVEL, PLANETA SAUDÁVEL | Como Salvar o Planeta em 60 Segundos

Quando cuidamos da nossa saúde, também estamos cuidando do planeta. E se você está com o colesterol alto, é claro que a visita ao médico é indispensável, mas você também pode ajudar, incluindo hábitos e alimentos mais saudáveis na sua rotina.

O psyllium e os peixes ricos em ômega-3, por exemplo, são boas dicas para incluir no cardápio, pois essas opções caseiras contribuem para baixar o colesterol.

E não se esqueça de manter uma rotina de exercícios físicos e uma dieta balanceada. Tudo isso te ajudará a levar uma vida mais saudável, reduzindo a necessidade de medicamentos.

Como Salvar o Planeta em 60 Segundos é um Podcast do Pensamento Verde. Para mais informações acesse nosso portal: pensamentoverde.com.br

Locução: Fernanda Correia

Trabalhos técnicos: Vinícius Correia

O post # 48 – VIDA SAUDÁVEL, PLANETA SAUDÁVEL | Como Salvar o Planeta em 60 Segundos apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

Telhas feitas com caixas de suco

Telhas feitas com caixas de suco

Embalagens de produtos Do Bem viram teto para casas populares.

Por ano, mais de mil toneladas de caixas de bebidas são jogadas no lixo. Só que esses resíduos são constituídos por materiais totalmente recicláveis que podem virar bicicletas, óculos, objetos de design e até telhas de casas. Por isso, a fabricante Do Bem desenvolveu um programa de compensação ambiental pra lá de interessante. É o Bagaço do Bem, que tem o objetivo de compensar 100% dos resíduos da produção das embalagens de suco da marca anualmente. As caixas descartadas são recicladas e transformadas em telhas para a construção de casas populares nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás e Paraná. Para cada telha produzida, são necessárias pouco mais de mil unidades recicladas.

Juntos fazendo a mágica acontecer

Parte das embalagens vai retornar ao ciclo de produção da marca, em forma de caixas de papelão reciclado. A outra parte é reciclada e transformada em produtos destinados para iniciativas socioambientais, como as telhas de casas populares. No caso do Bagaço do Bem, as casas ficam por conta das ONGs Teto e EcoLar, que atuam na construção de moradias sustentáveis em áreas de vulnerabilidade urbana.


Imagem extraída do site Notícia Sustentável.

Quem desenvolveu o programa de compensação para a Do Bem foi a startup Pólen, que tem como missão revolucionar o processo de consumo, transformando cada compra no início de um impacto social positivo.

Quem quiser contribuir com a causa pode acessar o site Rota da Reciclagem e digitar seu endereço para encontrar pontos de entrega voluntária e cooperativas que trabalham com a coleta e triagem de material reciclável.

Fontes: Voxnews | Ecoinforme | Do Bem

O post Telhas feitas com caixas de suco apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

# 47 – FIQUE DE OLHO NAS COMPRAS | Como Salvar o Planeta em 60 Segundos

Antes de ir às compras, faça uma pesquisa e descubra quais itens são mais amigos do meio ambiente. Alguns detergentes e produtos de higiene pessoal, costumam ter a indicação no rótulo de que foram produzidos com práticas ecologicamente seguras e sustentáveis.

O mesmo vale para os alimentos: procure consumir aqueles que são produzidos de forma sustentável, ou seja, que não possuem muitos conservantes, agrotóxicos e que a sua produção não tenha causado danos ao meio ambiente, como a erosão do solo e a contaminação da água.

Locução: Fernanda Correia

Trabalhos técnicos: Vinícius Correia

O post # 47 – FIQUE DE OLHO NAS COMPRAS | Como Salvar o Planeta em 60 Segundos apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

MANN+HUMMEL adere Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis

A líder global em soluções de filtragem de ar e água segue firme na sua missão de separar o útil do prejudicial e, agora, dá um passo a mais para contribuir com um planeta mais limpo.

Impulsionada pela sustentabilidade e pela mobilidade, a multinacional alemã MANN+HUMMEL oferece soluções inovadoras em tecnologia de filtragem para automóveis e aplicações industriais, que permite o acesso a um ar limpo em espaços internos, além do uso sustentável da água. Com mais de 20.000 funcionários e presente em mais de 80 localidades, o grupo também inclui em seu portfólio coletores de admissão, filtros de cabine, filtros industriais e filtros de membrana.

A preocupação com as pessoas e promoção da cultura de sustentabilidade ambiental sempre esteve presente no dia a dia da mais nova aderente ao Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis, que se destaca também em diversas ações socioambientais junto à comunidade. Uma delas é o Domingo Ecológico, em parceria com a Prefeitura Municipal de Indaiatuba e Secretaria da Educação, para promover periodicamente mais conscientização sobre o meio ambiente por meio de oficinas, trilhas ecológicas, plantio de mudas e workshops ecopedagógicas que transformam material reciclável em brinquedos e acessórios.

Falando em transformar material reciclável…

Ao aderir ao Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis,a MANN+HUMMEL contribui para que este material tenha as recicladoras como destino que são responsáveis por dar vida nova a um resíduo que poderia estar ocupando lugar nos aterros sanitários. Além disso, a adesão também representa um importante meio de conscientização para os seus colaboradores, que saberão como esse material poderá voltar de forma sustentável para o mercado e contribuir com o meio ambiente. “A proposta do Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis é disseminar informações e também estimular boas práticas sustentáveis junto a companhias de diferentes perfis e setores da economia e é uma satisfação levar este propósito agora também para a MANN+HUMMEL e seus colaboradores.”, diz o diretor da Dinâmica Ambiental, Hélio Makoto Hatisuka Junior. E a parceira já está trazendo resultados. “Já conseguimos observar uma mudança cultural no descarte dos resíduos na empresa, pois os coletores, além de possuírem um aspecto visual muito bem elaborado, estimulam as pessoas a descartarem seus copos corretamente. Estamos extremamente satisfeitos com os resultados e benefícios que estamos recebendo através desta parceria”, conta Anderson Prando, gerente de qualidade da MANN+HUMMEL.

Como participar do Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis?

O Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis faz parte de uma iniciativa entre a Braskem e a Dinâmica Ambiental, e apoio da Copobras, Altacoppo, Unigel e Innova, com o objetivo de orientar e incentivar as empresas a instituírem melhores procedimentos de logística para o destino correto de copos plásticos após o seu uso.

É muito simples fazer parte do Programa: basta entrar em contato com um dos representantes e adotar o uso dos copos descartáveis na sua empresa, já que este é um material com boa resistência térmica, além de quebrar com menos facilidade e ser 100% reciclável.

Feito isso, os copos passam a ser coletados por uma equipe da Dinâmica Ambiental e transformado em resina pós-consumo, que pode ser empregada na fabricação de novos produtos. Durante este processo, também serão coletados dados sobre a geração de resíduos e índices de reciclagem, tudo para uma melhor valorização dos materiais.

O post MANN+HUMMEL adere Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →

MANN+HUMMEL adere Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis

MANN+HUMMEL adere Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis

A líder global em soluções de filtragem de ar e água segue firme na sua missão de separar o útil do prejudicial e, agora, dá um passo a mais para contribuir com um planeta mais limpo.

Impulsionada pela sustentabilidade e pela mobilidade, a multinacional alemã MANN+HUMMEL oferece soluções inovadoras em tecnologia de filtragem para automóveis e aplicações industriais, que permite o acesso a um ar limpo em espaços internos, além do uso sustentável da água. Com mais de 20.000 funcionários e presente em mais de 80 localidades, o grupo também inclui em seu portfólio coletores de admissão, filtros de cabine, filtros industriais e filtros de membrana.

A preocupação com as pessoas e promoção da cultura de sustentabilidade ambiental sempre esteve presente no dia a dia da mais nova aderente ao Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis, que se destaca também em diversas ações socioambientais junto à comunidade. Uma delas é o Domingo Ecológico, em parceria com a Prefeitura Municipal de Indaiatuba e Secretaria da Educação, para promover periodicamente mais conscientização sobre o meio ambiente por meio de oficinas, trilhas ecológicas, plantio de mudas e workshops ecopedagógicas que transformam material reciclável em brinquedos e acessórios.

Falando em transformar material reciclável…

Ao aderir ao Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis,a MANN+HUMMEL contribui para que este material tenha as recicladoras como destino que são responsáveis por dar vida nova a um resíduo que poderia estar ocupando lugar nos aterros sanitários. Além disso, a adesão também representa um importante meio de conscientização para os seus colaboradores, que saberão como esse material poderá voltar de forma sustentável para o mercado e contribuir com o meio ambiente. “A proposta do Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis é disseminar informações e também estimular boas práticas sustentáveis junto a companhias de diferentes perfis e setores da economia e é uma satisfação levar este propósito agora também para a MANN+HUMMEL e seus colaboradores.”, diz o diretor da Dinâmica Ambiental, Hélio Makoto Hatisuka Junior. E a parceira já está trazendo resultados. “Já conseguimos observar uma mudança cultural no descarte dos resíduos na empresa, pois os coletores, além de possuírem um aspecto visual muito bem elaborado, estimulam as pessoas a descartarem seus copos corretamente. Estamos extremamente satisfeitos com os resultados e benefícios que estamos recebendo através desta parceria”, conta Anderson Prando, gerente de qualidade da MANN+HUMMEL.

Como participar do Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis?

O Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis faz parte de uma iniciativa entre a Braskem e a Dinâmica Ambiental, e apoio da Copobras, Altacoppo, Unigel e Innova, com o objetivo de orientar e incentivar as empresas a instituírem melhores procedimentos de logística para o destino correto de copos plásticos após o seu uso.

É muito simples fazer parte do Programa: basta entrar em contato com um dos representantes e adotar o uso dos copos descartáveis na sua empresa, já que este é um material com boa resistência térmica, além de quebrar com menos facilidade e ser 100% reciclável.

Feito isso, os copos passam a ser coletados por uma equipe da Dinâmica Ambiental e transformado em resina pós-consumo, que pode ser empregada na fabricação de novos produtos. Durante este processo, também serão coletados dados sobre a geração de resíduos e índices de reciclagem, tudo para uma melhor valorização dos materiais.

O post MANN+HUMMEL adere Programa de Reciclagem de Copos Descartáveis apareceu primeiro em Pensamento Verde.

Fonte: Pensamento Verde

Posted in: Sem categoria

Leave a Comment (0) →
Page 1 of 195 12345...»